imagemtopo

HomeNeoplasias Do HomemNeoplasias Da MulherNeoplasias Da InfanciaNeoplasiasGeraisEquipe

Hiperplasia Nodular Prostática

 

Também denominada de Hiperplasia Prostática Benigna ou Adenoma de Próstata, é um transtorno extremamente comum em homens com mais de 50 anos. É caracterizado por hiperplasia do estroma prostático e células epiteliais, resultando na formação de nódulos grandes, relativamente nítidos, na região periuretral da próstata. Quando suficientemente grandes, os nódulos comprimem e estreitam o canal uretral, causando obstrução parcial ou, às vezes, praticamente completa da uretra.

Podem ser vistas evidências histológicas de hiperplasia nodular em aproximadamente 20% dos homens de 40 anos de idade, um número que aumenta para 70% aos 60 anos e para 90% aos 70 anos.

 

   

 

Macro

 

Macroscopicamente a hiperplasia se origina quase exclusivamente no aspecto interno da glândula, na zona de transição. Em nódulos com proliferação principalmente glandular, o tecido é rosa-amarelado com consistência macia, e um líquido prostático branco leitoso escoa. Em nódulos fibromusculares o aspecto é cinza pálido, sem exsudação de líquido e menos claramente circundado pela cápsula.

Microscopicamente nota-se proliferação ou dilatação glandular e proliferação fibrosa ou muscular do estroma. A proporção destes elementos varia. Outras alterações são: focos de metaplasia escamosa e pequenas áreas de infarto.