Fraturas na Infância
 
Fraturas na Infância
EquipePoca
EQUIPE POCA

 Saiba sobre:

 :: Caiu? E agora?
 :: Primeiros Socorros
 :: Prevenindo
 :: Alimentação
 :: Particularidades
 :: Tratamento
 :: Complicações
 :: Complicações-Relacionadas à Fratura

 :: Complicações-Lesões Associadas
 :: Choque


 Projis
 :: EquipePoca
 :: Sobre o PROJIS
 :: Referências
 :: Links
 :: Agradecimento

  Caiu? E agora?

 

     A maioria das crianças não tem medo de se quebrar. Escalam muros, voam em cima de um skate e sobem em qualquer árvore. Fazem acrobacias sobre bicicletas e patins. Em suas cabecinhas, todo ferimento é curável e, para a felicidade de alguns, um braço ou uma perna quebrada podem até render um tempo longe da sala de aula. Para os pais restam a dor de cabeça e o jogo de cintura para socorrê-los nos momentos menos esperados.

     A infância está cheia de perigos que podem levar crianças a ferimentos e fraturas, com a possibilidade de seqüelas graves. Portanto, um conhecimento prévio sobre primeiros socorros e agilidade no atendimento são fundamentais para aumentar as chances de recuperação e consolidação dos ossos.

    

     Mais difícil do que desfilar com o gesso incômodo por alguns dias é só mesmo deixar de realizar muitas atividades e ficar de molho em casa à espera da recuperação. O grande problema é que as fraturas obrigam-nas a diminuir a brincadeira e exigem cuidados até o final do tratamento.




Saiba mais


     Apesar de os acidentes de automóvel provocarem as fraturas mais graves e, muitas vezes, serem fatais, as quedas do dia-a-dia são a maior causa de fraturas infantis;

 

     Crianças do sexo masculino, próximas dos 7 anos, são as mais atingidas pelos acidentes de trânsito;

 

     60% dos acidentes por queda de skate acometem meninos, com idade média de 12 anos;

 

     Os membros superiores são os mais atingidos por fraturas, contusões e entorses (lesão na articulação), em 65% dos casos;

 

      A maioria dos ossos quebrados são os do pulso e dos braços, pois a criança cai e leva o braço para proteção.



Vale a prevenção

 

     No automóvel, não conduza crianças no banco da frente nem o colo.

 

     Crianças pequenas devem ser acomodadas em cadeiras especiais.

 

     Esportes e brincadeiras como skate e patins precisam de local adequado e proteção.

 

     Em caso de acidente ou desconfiando de fratura, procure um médico. Não espere! Nunca dê água com açúcar ou qualquer tipo de alimento para crianças que se machucaram, pois isso impossibilita o uso de anestesia geral. Depois da queda, coloque gelo. É bom para aliviar a dor. 

 

     Em caso de queda grave, não movimente a vítima nem deixe que ela se levante.

 

     Não deixe que uma vítima com perna fraturada tente andar. Procure assistência médica!!!
 


 
  • Bem Vindo

  • PROJIS FAMERP

  • São José do Rio Preto
  •  

     Atenção

    SEMPRE MANTENHA A VACINA ANTITETÂNICA EM DIA;
    O RISCO DE FRATURAR UM OSSO DURANTE A BRINCADEIRA É GRANDE;
    NUNCA DÊ ÁGUA COM AÇÚCAR OU QUALQUER TIPO DE ALIMENTO A UMA CRIANÇA QUE SE ACIDENTOU;
    PAIS DEVEM PROCURAR ATENDIMENTO MÉDICO O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL PARA GARANTIR UMA RECUPERAÇÃO EFICAZ.


    EXERCÍCIO FÍSICO ORIENTADO E BOA ALIMENTAÇÃO FORTALECEM OS OSSOS, FAVORECEM O CRESCIMENTO NORMAL E DÃO SAÚDE AO ESQUELETO;

     



     


     
    Daniela / Milena / Rudiane / Sendi / Thomas / Daniela / Milena / Rudiane / Sendi / Thomas