A IFMSA Brazil FAMERP representa localmente a IFMSA Brazil, uma organização não governamental formada por estudantes de medicina brasileiros que faz parte da Federação Internacional de Associações de Estudantes de Medicina (IFMSA). Seu objetivo é promover intercâmbios, pesquisas, debates e atividades educacionais relacionadas à saúde, além de engajar os estudantes de medicina em questões globais de saúde sexual e reprodutiva, saúde pública, direitos humanos e paz e educação médica.

COMITÊS PERMANENTES E TIMES

  • SCORA

O SCORA (Standing Committee on Sexual and Reproductive Health and Rights including HIV and AIDS – Comitê Permanente de Saúde Sexual e Reprodutiva Incluindo HIV e AIDS) reúne pessoas com ferramentas necessárias para advogar pela saúde sexual e reprodutiva e pelos direitos dentro de suas respectivas comunidades de maneira culturalmente respeitada. Isso é obtido por meio da construção de habilidades e conhecimentos sobre esse eixo; fornecendo treinamentos em Educação Sexual Compreensiva e outros problemas de saúde reprodutiva; trocando ideias e projetos; bem como elaborando políticas e trabalhando com nossos parceiros externos para criar mudanças que visem mudar o cenário local de atuação por meio do respeito à diversidade e da inclusão.

  • SCOPH

O SCOPH (Standing Committee on Public Health – Comitê Permanente de Saúde Pública) reúne estudantes de medicina de todo o mundo para aprender, desenvolver competências, cooperar, explorar e partilhar ideias quando se trata de abordar todas as questões relacionadas com a saúde pública, incluindo questões de saúde nacionais e globais, políticas de saúde, promoção e educação em saúde, atividades de extensão para a comunidade.

  • SCOME

O SCOME (Standing Commitee on Medical Education – Comitê Permanente de Educação Médica) reúne alunos de medicina para criar um ambiente compartilhado a fim de refletirem e trabalharem no desenvolvimento da educação médica por meio de atividades lideradas pelos próprios estudantes, visando alcançarem seu pleno potencial como líderes em Educação Médica por meio de atividades voltadas para educação, pesquisa, desenvolvimento de capacidades, engajamento significativo da juventude e advocacy, com o objetivo de criar um impacto efetivo em diversas escalas.

  • SCORP

O SCORP (Standing  Committee on Human Rights and Peace – Comitê Permanente de direitos humanos e paz) reúne estudantes que possuem o ideal de criar um mundo mais igualitário e pacífico. Além de acreditarem na solidariedade social e na interculturalidade. O comité também acredita na habilidade e responsabilidade individual para a criação de um mundo melhor, com o estabelecimento dos direitos humanos.

  • SCOPE

O SCOPE (Standing Committee on Professional Exchange – Comitê Permanente para Intercâmbios Internacionais Clínico-Cirúrgicos) é uma modalidade de intercâmbio promovido pela IFMSA em que os estudantes de faculdades médicas do Brasil podem participar em busca de não só trocar conhecimentos em diversas áreas da medicina mas também vivenciar uma cultura diferente. O scope consiste em um intercâmbio clínico-cirúrgico em que o estudante participa de atividades em hospitais, acompanha consultas e até mesmo pode auxiliar em cirurgias a depender do país e do tutor responsável pelo aluno no destino. O intercâmbio é sempre bilateral, ou seja, se algum estudante viaja para fora, alguma pessoa de algum país do mundo (não necessariamente o mesmo) vem para a Famerp, sendo responsabilidade do aluno que viaja receber o intercambista em sua casa, promovendo sua acomodação da mesma maneira que a instituição de destino o receberá futuramente.

  • SCORE

O SCORE (Standing Committee on Research Exchange – Comitê Permanente para Intercâmbios Internacionais de Pesquisa) consiste em uma outra modalidade de intercâmbio muito parecida nos critérios com scope, porém os estudantes irão participar ativamente de uma pesquisa no país de destino escolhido. A pesquisa é realizada junto a equipe do professor responsável pelo estudo, podendo essa atividade ser de foco mais prático e assim sendo realizada em laboratório, ou mais teórica se baseando em artigos científicos. Essa modalidade de intercâmbio também é considerada bilateral.

  • ST

O ST (Scientific Team – Time Científico) reúne um grupo de alunos envolvidos na atuação científica e com interesse no avanço do conhecimento científico na área médica. Juntos, colaboram em projetos de pesquisa, realizam revisões sistemáticas, e contribuem para a produção de artigos científicos, bem como relatos baseados nas experiências de atuação local. Com uma abordagem interdisciplinar, o ST promove o desenvolvimento acadêmico dos participantes e busca impactar positivamente a prática clínica e a saúde pública.

pdf  Manual IFMSA BRAZIL 2023

2024
  • SCORA – 2023: Projeto Fight Like a Girl

A atividade “Fight Like a Girl” surge da necessidade de empoderar mulheres em uma sociedade marcada pela mentalidade patriarcal, que historicamente as relegou a um papel subalterno. Esse contexto de desvalorização da mulher contribui para a ideia de que elas podem ser alvo de ofensas, agressões e até mesmo feminicídio, como ocorreu com uma ex-aluna da FAMERP este ano, em São José do Rio Preto. Diante dessa realidade, torna-se inaceitável que as mulheres sejam continuamente vítimas de violência devido à percepção de fragilidade associada a elas. Portanto o evento buscou instruir sobre autodefesa, uma vez que a violência contra a mulher permeia a sociedade brasileira, além discutir empoderamento feminino e outros temas vinculados ao movimento feminista. O evento contou com nove palestras no “Simpósio da FAMERP de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher”, seguidas por uma roda de conversa com os temas: “Vivências em Relacionamentos Abusivos”, além de uma aula de defesa pessoal.

Com o simpósio esperava-se apresentar as atualizações da Lei Maria da Penha bem como as questões jurídicas associadas à violência contra a mulher e envolvidas em questões de empoderamento feminino; com a roda de conversa foi construído um local seguro de discussão, onde as participantes puderam conversar abertamente sobre relacionamentos abusivos e, por fim, com as aulas foi promovido, através de aulas de krav magav, um aprendizado inicial sobre defesa pessoal. Nesse sentido, a partir desses três segmentos, as participantes entenderam o respaldo legal que possuem em cenários de violência contra a mulher e souberam a quais órgãos públicos de defesa poderiam recorrer e, caso necessário, como defenderem-se fisicamente.

  • SCOPH – 2024: Simpósio de Populações Negligenciadas

No cenário da saúde brasileira, é evidente que existem populações menos favorecidas no acesso aos cuidados médicos. Dentre essas, os idosos, frequentemente acometidos por limitações físicas e mentais, os negros, cuja falta de profissionais especializados no diagnóstico de doenças da pele negra, os moradores de rua, que vivem com a dificuldade de acesso aos recursos mais básicos, e detentos, que sofrem com a superlotação dos presídios e o estigma da sociedade, são quatro grupos de destaque em relação à dificuldade no acesso à saúde.

Diante desse contexto,por meio do SCOPH da IFMSA Brazil FAMERP, foi elaborado o Simpósio em Saúde de Populações Negligenciadas a fim de levantar o tema para discussão entre os alunos da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e proporcionar conhecimentos sobre o atendimento especial a essas populações. Esse evento contará com palestras sobre a saúde das populações de rua e carcerária, saúde da população negra e da população idosa, além de discussões entre os participantes ao final das palestras.

  • SCORP – 2024: Projeto (A)Prova em Ação 2024

A transição do ensino médio para o ensino superior, marcada, no Brasil, pelas provas de vestibular, carrega uma notável carga emocional nos estudantes que a buscam. É muito comum que esses alunos experienciam sentimentos como ansiedade, insegurança e depressão, os quais atrapalham o desempenho acadêmico e a saúde mental. Diante desse quadro, o Comitê Permanente de Direitos Humanos e Paz (SCORP) da IFMSA Brazil FAMERP, em conjunto com o Cursinho Ingresso, criou o Projeto (A)prova em Ação, que visa auxiliar os estudantes do curso preparatório para o vestibular (Cursinho Ingresso) a lidar com os desafios emocionais envolvidos no preparo para o vestibular. Esse projeto consistiu em encontros, cada um com sua capacitação, nos quais os alunos da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto auxiliaram os estudantes do Cursinho Ingresso com estratégias para lidar com a carga emocional do vestibular, testes vocacionais e planejamento do estudo para as provas, além de compartilharem as experiências vividas durante esse período conturbado de preparo para o vestibular.

  • SCORP – 2024: Projeto Maternamente

O Projeto Maternamente foi uma extensão realizada na sala de espera do Hospital da Criança e Maternidade de São José do Rio Preto. O público alvo do projeto foram as mães de prematuros que estavam internados na UTI, UCI e Ala Canguru desse hospital. No total, aconteceram 8 encontros, com duração de 1 hora cada, durante os meses de maio e junho. As temáticas dos encontros foram: ansiedade e depressão pós-parto; aleitamento materno; autoestima materna; conhecendo o recém-nascido prematuro; prematuridade e internação na UTI; mudanças corporais na gestação; vínculo entre mãe e filho.

Além disso, técnicas de relaxamento foram ensinadas às mães pelos participantes, após capacitação com profissionais adequados. O objetivo do projeto era promover educação materna, diminuir a ansiedade e o estresse das mães de prematuros e contribuir para a realização do autocuidado materno. O projeto foi inspirado no Projeto Canguru, já realizado no mesmo hospital em outra época anterior ao Maternamente. Esse projeto de extensão de 2024 foi atrelado a uma pesquisa, que visava promover a psicoeducação às mães de bebês prematuros.

 

2023
  • SCORA – 2023: Projeto Adolescer 2023

O Projeto Adolescer 2023 visou democratizar informações sobre sexualidade e diversidade de gênero para adolescentes, realizado pelo SCORA da IFMSA Brazil FAMERP. O objetivo foi ajudar os adolescentes na transição da infância para a adolescência, auxiliando-os a entender a puberdade, esclarecer dúvidas e questionamentos frequentes dessa fase, além de ensiná-los sobre o próprio corpo e formas de prevenção contra ISTs. Foram trabalhados temas como puberdade, Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s), métodos de contracepção e gravidez indesejada, conversas com temáticas sobre violência de gênero, estupro e assédio, bem como abordagens que promovam o entendimento e distinção de conceitos como orientações sexuais, identidades de gênero e expressão de gênero, visando, assim, promover o respeito à diversidade e expandir o autoconhecimento. Junto disso houve um momento de análise psicológica ao serem abordados temas como depressão, suicídio e saúde mental. Em seu fechamento, também propiciou discussões sobre conflitos familiares presentes na adolescência, seguido de um encontro à parte com o corpo docente para discussão do que foi percebido pelos coordenadores e a eles relatados a fim de garantir uma educação continuada pelos professores dentro da sala de aula, através de uma conduta empática e respeitosa para com os alunos .Além desses resultados, também almejou-se estimular o autoconhecimento, o respeito às diferenças e o raciocínio crítico dos adolescentes por meio dos temas sobre identidade e violência de gênero.

  • SCORA – 2023: II Simpósio sobre a Saúde Integral das Mulheres Cis e Trans

O II Simpósio sobre Saúde Integral das Mulheres Cis e Trans, realizado pelo Comitê Permanente de Saúde Sexual e Reprodutiva (SCORA) da IFMSA Brazil FAMERP, possuiu o propósito denunciar as diferentes maneiras que o público feminino é atendido pelo sistema de saúde, visto que as mulheres cis e trans são marginalizadas e agredidas por esse sistema, devido, muitas vezes, ao preconceito, de modo que a sua saúde seja comprometida. O simpósio foi destinado a graduandos da área da saúde, e nele foram abordados temas focados na saúde das mulheres, tais como, gravidez na adolescência e violência obstétrica, por meio de diversas palestras realizadas por profissionais especializados. Foi um evento realizado em três momentos, online e presencial. No primeiro dia, o simpósio contou com duas palestras presenciais sobre os temas “Cuidados diante da gravidez na adolescência” e “Formas de combate à violência obstétrica”. No evento contou com as palestras “Cuidados com a saúde das mulheres profissionais do sexo”, “Abordagem ética e humanizada da pessoa trans” e “ A violência contra mulher e seus reflexos físicos e psicológicos”, de forma presencial. No segundo dia, de maneira online, foram transmistidas palestras como “O sistema de saúde e a inclusão de demandas das mulheres” e  “Aborto enquanto uma questão de saúde pública”.

  • SCOPH – 2023: Projeto Nazaré 2023

O Projeto Nazaré promoveu visitas a dois lares de longa permanência para idosos, com o intuito de promover saúde e entretenimento aos moradores por meio da integração com os participantes do projeto, bem como da integração dos idosos entre si, e da criação de vínculo afetivo entre todos os participantes, de modo a promover, também, a humanização na formação em saúde. Os encontros ocorreram em março de 2023, com capacitações prévias semanalmente para os participantes e para os coordenadores. Para o primeiro encontro, foi planejada uma grande roda de conversa e uma dinâmica de apresentação. Para o segundo e o terceiro encontro foram planejados a realização de um bingo, com entrega de brindes aos ganhadores, e musicoterapia, respectivamente. Esses encontros foram repensados de forma a adequá-los à capacidade de interação dos dos idosos, a qual, devido às comorbidades apresentadas por eles, precisaram ser adaptadas e demonstraram sucesso significativo.  Ademais, observou-se alterações de humor nos idosos e uma alta receptividade com os alunos no decorrer dos encontros, além da humanização dos participantes e coordenadores, comprovando, assim, a criação de relações interpessoais e vínculo afetivo entre os envolvidos.

  • SCOPH – 2023: Projeto Teddy Bear 2023

O projeto “Teddy Bear” teve como principal objetivo, em sua versão na APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), a prevenção e promoção à saúde relacionada ao público infantil neurodivergente. Para tanto, foram feitos cinco encontros, abordando os temas de higiene pessoal e medo de ir ao médico, de forma a conscientizá-los e capacitá-los dos respectivos assuntos, e, com isso, assimilar esses conhecimentos no seu cotidiano, bem como proporcionar maior autonomia nas atividades diárias. Além disso, foi possível aproximar o estudante de medicina a uma população negligenciada durante a graduação, uma vez que o atendimento desse tipo de paciente é pouco abordado na formação médica clássica.

Nesse sentido, para além dos dois encontros sobre higiene e os dois seguintes sobre o Hospital do Ursinho (que visava quebrar paradigmas sobre o atendimento médico e da saúde), o projeto também contou com um último encontro com os pais dos alunos para debater sobre cuidados paternos de crianças neurodivergentes, compartilhar experiências e colher demandas para possíveis próximos projetos, possibilitando também aos estudantes de medicina, assim, expandir o conhecimento sobre cuidados e aprimorar a medicina humana e integral.

  • SCOME – 2023: Curso de LIBRAS para Atendimentos Médicos

O Curso de Libras foi realizado no primeiro semestre de 2023 e surgiu a partir da tentativa de tornar a formação médica mais inclusiva e completa, devido ao fato de que a maior parte dos médicos não está preparado para atender as demandas de saúde da comunidade surda. O curso contou com cerca de 10 aulas em que a professora (surda) e sua intérprete ensinaram algumas palavras essenciais para a realização de uma anamnese, geralmente na primeira parte da aula, tais como: apresentação (nome), questionamento acerca dos sintomas do paciente, direcionamentos para tratamento, etc. A segunda parte, era destinada para o treino de tais termos entre os próprios alunos. Além disso, foi possível aprender mais sobre a cultura surda e sobre as dificuldades dessa população, tanto no dia a dia quanto na utilização do sistema de saúde. No último encontro, alguns amigos surdos da professora se reuniram com os participantes e contaram algumas de suas vivências e interagiram com eles, assim, conseguiram treinar na prática os conhecimentos adquiridos ao longo do curso.

  • SCOME – 2023: Workshop Domando o Caos

O Workshop de Desafios Médicos: Domando o Caos, elaborado pelo SCOME da IFMSA Brazil FAMERP, aconteceu no segundo semestre de 2023 e foi um evento voltado à promoção de cenários desafiadores, aos quais os futuros médicos(as) deveriam se “virar nos 30”para atender sem nenhuma informação prévia completa sobre a situação que enfrentariam. Cada cenário teve duração de 5 minutos, cada simulação foi gravada para posterior análise de conduta pelo professor palestrante convidado para tratar do tema. Ao todo abarcou-se quatro temas: acolhimento à pessoa trans, emergência pediátrica, comunicação de más notícias e emergência em adultos. Além disso, vale destacar que o evento foi selecionado para ser apresentado internacionalmente pela IFMSA Brazil.

  • ST – 2023: III Simpósio de Iniciação Científica

No contexto atual, marcado pela importância das produções científicas para o desenvolvimento nacional, a iniciação científica apresenta-se como o meio introdutório para o âmbito acadêmico científico. Apesar de também representar um instrumento de formação e desenvolvimento pessoal, a produção científica e suas abordagens são pouco conhecidas e expostas para os estudantes universitários durante a graduação, um período propício para produzir e disseminar conhecimento. Em vista dessa grande necessidade de esclarecer para os alunos os processos de elaboração e submissão de um trabalho científico, o III Simpósio de Iniciação Científica foi organizado visando reduzir as dúvidas e as inseguranças do público, assim como estimular a produção científica na graduação. A fim de que isso ocorresse, foram organizadas diversas palestras com professores e profissionais da área científica, que abordaram os seguintes temas: “Etapas de Elaboração de uma IC”, “Importância da IC na Graduação e Residência Médica”, “Classificação e Tipos de Desenhos de Estudo” e “Medicina Baseada em Evidências”. Além disso, o simpósio dispôs de um relato de uma docente do 4º ano da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), que compartilhou sua experiência pessoal com projetos de iniciação científica.

 

  • SCORP – 2023: Roda de Conversa: “Com que cor você se identifica?” Vivências pretas na área da Saúde.

Roda de Conversa realizada no segundo semestre de 2023, com parceria com o CAEZ (Centro Acadêmico Euryclides Zerbini) e a disciplina de Formação Humanística da faculdade, no Anfiteatro da FAMERP. Em uma lógica acadêmica e médica ainda expressivamente racista e tradicional, exige-se a necessidade de questionar os espaços sociais e étnicos dentro da saúde brasileira. Por isso, a promoção de uma conversa sobre um assunto negligenciado acerca de uma população negligenciada para estudantes de medicina da FAMERP é primordial para a quebra desse ciclo de reverberação de preconceitos e discriminações que afligem um direito humano básico: a saúde individual e coletiva. O objetivo da conversa foi dar voz a pessoas pretas, sejam eles alunos, profissionais da saúde ou professores. Durou cerca de uma hora e meia, com contribuições extremamente significativas e expressivas de alunos da FAMERP.

 

  • SCOPE e SCORE – 2023

No ano 2023 foram recebidos na FAMERP seis intercambistas tanto do SCOPE como do SCORE de países como: México, Polônia, Romênia e Eslovênia, Itália e Espanha.  Adicionalmente, nesse mesmo ano cinco estudantes da FAMERP viajam para Finlândia, França, Suécia e Portugal, todos eles pela modalidade de intercâmbio SCOPE.

Como de costume, a IFDP (International Food and Drink Party) ocorreu também no ano de 2023 e ainda esse ano ocorreu em parceria com outra faculdade de medicina da cidade, sendo que eles trouxeram também duas intercambistas da França.

2022
  • SCORA – 2022: Projeto Adolescer 2022

O Projeto Adolescer 2022 objetivou levar conhecimento, no ambiente escolar, sobre diversos âmbitos da sexualidade para adolescentes, a fim de orientá-los e alertá-los acerca desse assunto tão importante e pouco abordado. Nesse sentido, os encontros incluiram temas sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s), métodos de contracepção e gravidez indesejada, bem como conversas sobre as diversas orientações sexuais e identidades de gênero, visando, assim, promover o respeito à diversidade e expandir o autoconhecimento, objetivo também pretendido com os diálogos sobre a puberdade, a autoimagem e a influência da mídia na erotização.

Ademais, a criticidade e o papel social dos estudantes foram estimulados por meio de debates acerca da violência de gênero e sobre como agir perante esse cenário. Em seu fechamento, o projeto também propiciou discussões sobre planejamento futuro e possibilidades diferentes de caminhos a serem tomados ao saírem da escola. A metodologia utilizada para trocar conhecimentos e experiências foi no formato “Peer Education”, ou educação aos pares, que consiste em rodas de conversas em que prevaleça a horizontalidade entre educando e educador e considera demandas existentes para permitir um trabalho mais completo.

  • SCOPH – 2022: Campanha doa Sangue

A doação de sangue constante é um ato que garante esperança de vida e saúde, sendo de suma importância para a vida de quem doa e para a de quem recebe. Infelizmente, de acordo com dados do Ministério da Saúde de 2022, apenas 16 a cada mil pessoas são doadoras regulares, o que corresponde apenas à 1,6% da população brasileira.

Dessa forma, a quarta edição da Campanha Doa Sangue ocorreu com os objetivos de suprir a demanda momentânea local, de estimular os doadores esporádicos a se tornarem regulares e de fazer o cadastro para se tornar um potencial doador de medula óssea. O evento foi realizado no Hemocentro da cidade, entre os dias 02 e 06 de maio de 2022, com a divulgação em redes sociais e banners em locais movimentados com as datas do evento e requisitos para doação, a fim de tentar alcançar o máximo de pessoas possível. Além disso, os coordenadores distribuíram sorvetes e brindes nesses dias, cedidos pelos patrocinadores gelateria Madalê e Melas Café, como cortesia aos doadores, e sorteou um Gran Madalê, a fim de estimular a adesão à campanha.

  • SCOPH – 2022: Projeto Teddy Bear 2022

O tradicional Projeto Teddy Bear de 2022 foi uma extensão universitária composta por cinco encontros entre estudantes de medicina e crianças na faixa etária de 5 a 6 anos da rede municipal, cujos objetivos foram promover saúde a esse público e ensiná-los a serem disseminadores de conhecimento em suas casas, bem como promover o contato do aluno de medicina com as crianças. Nesses encontros, os alunos da FAMERP ensinaram sobre “combate à dengue”, “meio ambiente e sustentabilidade”, “higiene pessoal”, “alimentação saudável” e o “Hospital do Ursinho”, através de pintura, música, vídeo, teatro, atividades lúdicas e simulação.

O nome do projeto se deve ao encontro final, no qual é realizado uma simulação chamada “Hospital do Ursinho”, em que as crianças fingem ser os acompanhantes de seus ursinhos/brinquedos em uma consulta com os médicos, representados pelos alunos da FAMERP. Nesse dia, as crianças foram divididas em estações: recepção, sala de vacinas e medicação, consultório médico e centro cirúrgico, a fim de apresentá-las a esse universo de saúde e evitar que elas desenvolvam medos e angústias em relação a esse assunto no futuro.

  • SCOME – 2022: Workshop de Suturas

Uma necessidade na formação do médico generalista, a prática de suturas é importante para o aprendizado e aperfeiçoamento dos conhecimentos em cirurgia. Contudo, considerando a elevada carga horária de disciplinas teóricas no ciclo básico, as atividades práticas se tornam restritas, de modo que o contato com as técnicas de sutura no curso de Medicina da faculdade se dê apenas a partir do terceiro ano. Diante disso, o SCOME da IFMSA Brazil FAMERP organizou o Workshop de Suturas, um evento que objetiva promover o contato dos discentes do primeiro e do segundo ano da graduação da carreira médica com as práticas de suturas cirúrgicas, bem como estimular o aperfeiçoamento de tais técnicas por parte dos alunos do ciclo clínico e do internato. Para tanto, o professor Dr. Paulo Espada ministrou uma aula para demonstrar as etapas do procedimento, que, posteriormente, foram desenvolvidas pelos alunos, com a utilização da língua bovina, sob auxílio de monitores – alunos do 5° e 6°ano da faculdade de medicina.

  • SCOME – 2022: Workshop de Desenvolvimento do Raciocínio Clínico

O Workshop de Desenvolvimento do Raciocínio Clínico, promovido pelo SCOME da IFMSA Brazil FAMERP, foi elaborado no intuito de auxiliar os estudantes de medicina, principalmente aos que iniciaram o ciclo clínico e aos que estão no internato, a refinar ou a desenvolver melhor o raciocínio clínico para ser aplicado na prática de forma eficaz. Os estudantes de medicina precisam saber executar e compreender a importância da realização de uma boa anamnese, exame físico e pedidos corretos de exames complementares para se ter um diagnóstico preciso a respeito da queixa do paciente ou para que seja possível nortear o atendimento. Dessa forma, o workshop procurou atender a essas demandas por meio de aulas, discussões de casos e atividades práticas relacionadas à emergência clínica.

  • SCORP – 2022: Roda de Conversa “E Eu com Isso? Lidando com Assédio no Cotidiano”

A campanha a ser realizada pelo SCORA em parceria com o SCORP, ambos da IFMSA Brazil FAMERP, objetivou levantar discussões e reflexões sobre o assédio e suas inúmeras causas, vertentes e graves consequências. O tema foi levantado considerando que são inúmeros os casos de assédio presentes na sociedade ainda hoje, especialmente na área da saúde. Foi um evento aberto a todo e qualquer público e contou com a participação de uma psicóloga que conduziu as discussões. Temas como “legitimação da violência de gênero”, “O assédio enquanto fator traumático”, “Pensamento decolonial”, “Processo de cura da vítima de assédio” foram abordados, entretanto o objetivo principal era que fosse criado um ambiente confortável para o compartilhamento de ideias, vivências, experiências, além de práticas que possam estimular mudanças comportamentais dos indivíduos na sociedade, a fim de acolher e auxiliar as vítimas de assédio e usar de mecanismos para que esse crime não ocorra.

  • ST – 2022: II Simpósio de Iniciação Científica

No cenário político e social atual em que os estudantes universitários estão inseridos, há uma grande desvalorização da produção científica nacional. Essa situação é refletida no desestímulo aos alunos em realizarem iniciações científicas durante os anos da graduação, um período rico em conhecimento e fértil para produções. Observando as dúvidas dos estudantes em relação ao acesso a um projeto de pesquisa, como também ao desenvolvimento deste e à submissão de publicações, o Segundo Simpósio de Iniciação Científica foi organizado pensando em amenizar essas inseguranças e fortalecer a produção científica na graduação. Para que isso aconteça, ocorreram diversas palestras com professores e profissionais relacionados com a área científica, que abordaram os seguintes temas: “Burocracia na IC”, “A importância da IC na graduação” e “IC na clínica e cirurgia”. Além disso, o simpósio contou com o relato de duas estudantes da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), que compartilharam suas experiências pessoais com projetos de iniciação científica.

  • SCOPE e SCORE – 2022

No ano de 2022 a IFMSA Brazil FAMERP recebeu sete intercambistas nas modalidades scope e score de muitos países, entre eles: Índia, Suécia, França, Itália e Espanha.  Além disso, nesse mesmo ano seis estudantes da FAMERP viajam para Itália, França, Egito e República Tcheca, sendo todos eles pela modalidade de intercâmbio SCOPE.

Todos os anos é realizado a IFDP (Internacional Food & Drink Party) onde os brasileiros são responsáveis por levar comidas e bebidas características do Brasil e os intercambistas levam algum item que represente sua cultura.